Sessões paralelas

(última actualização a 7 de novembro)

22 de novembro

11h15 – 1A – Anfiteatro 2 – Fake News e Ciberjornalismo
Moderação: Ana Isabel Reis

1. Humor y desinformación – Espacios de creación de noticias falsas, redes sociales y plataformas de verificación en España – Ángel Vizoso, Xosé López-García & Carlos Toural Bran (Universidade de Santiago de Compostela)
2. Fake News e o processo de decisão das famílias sobre a vacinação das crianças contra o sarampo em Portugal – Tâmela Medeiros Grafolin & Joaquim Paulo Serra (Universidade da Beira Interior)
3. Fake News, profissionalização e comunicação: estudo sobre o efeito da terceira pessoa na atuação jornalística – Francisco Gilson Rebouças Pôrto Junior (Universidade Federal do Tocantins)
4. Satirical Fake News – João Paulo Duque Löbe Guimarães (Universidade de Évora/CEL/c3i)

11h15 – 1B – Sala 201 – Conteúdos Ciberjornalísticos
Moderação: Pedro Jerónimo

1. Periodismo de investigación en medios nativos digitales: el caso del máster de cifuentes en ELDIARIO.ES – Rosalba Mancinas-Chávez, Jose A. Moreno-Cabezudo & Noelia Ruiz Alba (Universidad de Sevilla)
2. “This is journalism at its best”: Conversation as a test for digital content strategies – Elvira García de Torres, Pedro Jerónimo, Silvia Martínez Martínez & Lyudmyla Yezers´ka (Universidad CEU Cardenal Herrera; Instituto Superior Miguel Torga/CECS/CEIS20; Universitat Oberta de Catalunya; Universidad de Piura)
3. Rankeamento e Interação: Os aliados da produção de conteúdo para o Jornalismo Digital Colaborativo na plataforma Blasting – Isabela Viana Menezes e Renata Giraldi (Universidade Católica de Brasília)

11h15 – 1C – Sala 203 – Ciberjornalismo e Redes sociais
Moderação: Paulo Frias

1. Assassinada no mundo real, mas viva no mundo virtual: cartografia das menções a Marielle Franco no Twitter após a morte da vereadora – Franco Benites & Vitor Pimentar (Universidade do Minho)
2. Uso de Instagram Stories en los medios: volumen y patrones de publicación – Jorge Vázquez-Herrero, Sabela Direito-Rebollal & Xosé López-García (Universidade de Santiago de Compostela)
3. Futbolistas y redes sociales. ¿Para qué y con quién utiliza Twitter Cristiano Ronaldo? – Koldobika Meso Ayerdi, Jesus Angel Pérez Dasilva, Terese Mendiguren Galdospin & Orge Castellano Parra (Universidad del País Vasco)
4. As narrativas ao vivo do jornalismo audiovisual no Instagram – Paulo Eduardo Silva Lins Cajazeira (Universidade Federal do Cariri)

14h30 – 2A – Sala 201 – Conteúdos Ciberjornalísticos
Moderação: Ana Isabel Reis

1. Media coverage of the migratory crisis in Sweden: a revealing of the growing polarization between traditional media and antisystem media? – Renaud de la Brosse & Gabriella Thinsz (Linnaeus University; UR – Swedish Educational Broadcasting Company)
2. Onde estão os negros? Uma análise imagens de domínio público em bancos de imagens como Nappy e Freepik – Deborah Cattani & Maurício Amaro (Universidade do Minho; FLUP)
3. As ramificações do infotainment no jornalismo desportivo português – Daniel Dantas (FLUP, Universidade do Porto)
4. Circulação jornalística terceirizada: a necessidade de potencialização do jornalismo ubíquo – Stefanie C. da Silveira (Universidade Federal de Santa Catarina)

14h30 – 2B – Anfiteatro 2 – Fake News e Ciberjornalismo
Moderação: Fernando Zamith

1. Conteúdos, veículos ou influenciadores: processos de propagação das fake news e junk news no Facebook – Maíra Bittencourt, João Canavilhas & Catarina Rodrigues (Universidade Federal de Rondônia; UBI; UBI)
2. Fake News e Bakthin: gênero discursivo e a (des)apropriação da notícia – Alexandra Fante, Tiaho Mathias da Silva & Valdete da Graça (Universidade Maringá; Universidade Paulista; Universidade Maringá)
3. Utilizadores do Facebook e fact-checkers: o caso da Agência Lupa – Taís Moreno & Nuno Moutinho (Universidade do Porto)
4. A formação de jornalistas em Portugal na era das “fake news” – Inês Amaral & Pedro Jerónimo (Universidade de Coimbra/CECS; Instituto Superior Miguel Torga/CECS/CEIS20)

14h30h – 2C – Sala 203 – Participação/formatos colaborativos no Ciberjornalismo
Moderação: Helena Lima

1. Altmetria e jornalismo: a análise de comentários do Twitter para verificar a participação do leitor em notícias de impacto – Rita Paulino & Marina Empinotti (Universidade Federal de Santa Catarina)
2. Projecto P3. Evolução das tendências editoriais e formatos colaborativos – Paulo Frias, Helena Lima & Ivone Neiva Santos (Universidade do Porto)
3. Participatory journalism and (emerging) news values: Hype, hope and reality – Lia-Paschalia Spyridou (Cyprus University of Technology)
4. La deslegitimación de la víctima en casos de agresión sexual en el discurso social: análisis de los comentarios de los lectores en el caso de “La Manada” – Rosa Estevan Hernaiz, Elvira García de Torres & Ruth Abril Stoffels (Universidad CEU Cardenal Herrera)

23 de novembro

10h00 – 3A – Anfiteatro 2 – Ciberjornalismo e Clickbait
Moderação: Fernando Zamith

1. Níveis de clickbait nas homepages dos média em Portugal: entre a procura de atenção e a confusão – Pedro Moura & Fábio Ribeiro (Universidade do Minho/CECS; UTAD/UM/CECS)
2. La producción periodística del ciberperiodismo español detrás del clickbait. EsDiario.com como caso de estúdio – Sandra Méndez Muros (Universidad de Sevilla)
3. Clickbait e jornalismo de serviços: o caso do Catraca Livre na cobertura do acidente da Chapecoense – Giovanni Ramos (Universidade da Beira Interior)
4. Entre o jornalismo e o fato, a distância fatal – Géssica Valentini (Universidade Federal de Santa Catarina)

10h00 – 3B – Sala 201 – Fake News e Ciberjornalismo
Moderação: Ana Isabel Reis

1. La regulación de las Fake News en el ámbito europeo: análisis comparado de las iniciativas de regulación y legislación de las noticias falsas en España, Francia, Alemania, Inglaterra e Italia – Carlos Toural Bran, Moisés Limia & Xosé López García (Universidade de Santiago de Compostela; Universidade do Minho; Universidade de Santiago de Compostela)
2. (In)Competência digital como ameaça ao Ciberjornalismo? – Rodrigo Eduardo Botelho-Francisco (Universidade Federal do Paraná)
3. Rede de mentiras: a propagação de fake news na pré-campanha presidencial brasileira – Ricardo Ribeiro (Universidade de Coimbra)

14h30 – 4A – Sala 203 – Automatismo/Algoritmo e Ciberjornalismo
Moderação: Fernando Zamith

1. Automated news production within the uses and professional practices – Laurence Dierickx (Université Libre de Bruxelles)
2. User Control and Transparency in an Algorithmic News Application – Tiago Devezas e Sérgio Nunes (INESC TEC)
3. La automatización de las noticias en las coberturas deportivas. Estudio de caso del bot creado por el Washington Post durante los JJ.OO. de Invierno en Pyeongchang 2018 – José Luis Rojas Torrijos (Universidad de Sevilla)
4. BETA: A mediação de robôs conversacionais (chatbots) usados em experiências de jornalismo transmídia e em contextos políticos – Geane Alzamora & Carolina Braga (Universidade Federal de Minas Gerais)
5. A automação na produção de notícias e a ética jornalística: um olhar sobre os códigos normativos do Brasil, Estados Unidos e Portugal – Regina Zandomênico, Maria José Baldessar & Francisco Fialho (Universidade Federal de Santa Catarina)

14h30 – 4B – Sala 201 – Ciberjornalismo de Proximidade
Moderação: Pedro Jerónimo

1. Local Communication Going Online – Ilona Biernacka-Ligieza (University of Macerata)
2. Jornalismo de proximidade – Os jornalistas captam o sinal de GPS dos cidadãos? – Inês Aroso (UTAD/Labcom)
3. Entre ameaças e desafios: a investigação como estratégia para revitalizar o jornalismo regional na era das redes digitais – Ricardo Morais (Universidade da Beira Interior/Labcom)
4. Autoría y transparencia en los cibermedios regionales de España y Portugal: ¿Quién escribe las noticias en la red? – Belen Galletero Campos & Pedro Jerónimo (Universidad de Castilla-La Mancha; Instituto Superior Miguel Torga/CECS/CEIS20)

14h30 – 4C – Anfiteatro 2 – Ciberjornalismo e Modelos de Negócio
Moderação: Nuno Moutinho

1. Direito de autor e novidades legislativas: uma crítica do press publishers’ right ou link tax e uload filtering para os usuários ativos – Javier Díaz Noci (Universidade Pompeu Fabra, Barcelona)
2. Ciberjornalismo e conteúdo patrocinado: a necessidade de definir o branded content – Valdir Ribeiro da Silva Junior (Universidade de São Paulo)
3. Modelos de negócios do jornalismo digital x Ameaças da inovação tecnológica: Uma proposta geopolítica para otimização das estratégias do jornalismo contemporâneo – Isadora Ortiz de Camargo, Elizabeth Saad Corrêa & Rodolfo Chagas (Universidade de São Paulo)
4. La innovación como elemento clave para la supervivencia de los proyectos de emprendimiento periodístico en una sociedad digitalizada – Bárbara Yuste, Concha Edo & Matilde Hermida (Universidad Carlos III; Universidade Complutense de Madrid; Universidade Complutense de Madrid)
5. Os conteúdos patrocinados nos sites de notícias portugueses: contributos para uma caracterização – Ana Isabel Reis & Helena Lima (Universidade do Porto)

15h30 – 5A – Sala 201 – Ciberjornalismo e ciberjornalistas
Moderação: Ana Isabel Reis

1. Sedentarismo no ciberjornalismo especializado: O caso dos meios de cariz religioso – Lucília Oliveira & Pedro Jerónimo – (Jornalista; Instituto Superior Miguel Torga/CECS/CEIS20)
2. Precaridade e sedentarismo no ciberjornalismo: o caso da região transmontana – Susana Ferrador, Fernando Zamith & Pedro Jerónimo (Universidade do Porto; Universidade do Porto; Instituto Superior Miguel Torga/CECS/CEIS20)
3. El periodista en busca de sentido: roles y rutinas en la era del periodismo digital – Liliana Gutiérrez-Coba (Universidad de La Sabana)
4. Visual Exploration of News: Insights From Media Professionals and Researchers – Tiago Devezas & Sérgio Nunes (INESC TEC)

15h30 – 5B – Sala 203 – Ciberjornalismo
Moderação: Jorge Marinho

1. Algorithmic Science News: plataforma de apoio ao jornalismo de ciência – Joana Silva, Maria Fernandes, Arian Pasquali, António Loureiro, Pedro Candeias, Helena Lima, Isabel Reis, Bruno Giesteira, Alípio Jorge & Sérgio Nunes (INESC TEC)
2. Profissional, subfinanciado e dependente do Facebook: características do jornalismo alternativo no Brasil, em Portugal e na Espanha – Kamila Bossato Fernandes (CECS, Universidade do Minho)
3. Ciberjornalismo em pesquisa: as temáticas apresentadas no COBCIBER a partir de uma exploração de suas palavras-chave – Fábio Giacomelli (Universidade da Beira Interior)
4. Ciberjornalismo em Portugal: um estudo sobre o design da interação de migrantes e nativos digitais na era da convergência – Ana Cabeças & Inês Amaral (Universidade Autónoma de Lisboa; Universidade de Coimbra/CECS)